Estudo epidemiológico da entorse de tornozelo em atletas de voleibol de alto rendimento

Biblioteca Digital da Produção Intelectual da Universidade de São Paulo

Política de Acesso Aberto      Direitos Autorais      Sobre      Ajuda 

Apresentar o registro simples

Contribuidor(es) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Autor(es) FORTES, Carlos Rodrigo do Nascimento Icon
CARAZZATO, João Gilberto Icon
Data de acesso 2012-03-26T18:41:00Z
Data de disponibilização 2012-03-26T18:41:00Z
Data de publicação 2008
Fonte Acta Ortopédica Brasileira, v.16, n.3, p.142-147, 2008
ISSN 1413-7852
URI de acesso http://producao.usp.br/handle/BDPI/9854
Resumo O objetivo desta pesquisa foi caracterizar o último episódio de entorse de tornozelo em atletas de voleibol de alto rendimento. Participaram inicialmente deste estudo, entre os meses janeiro de 2003 e março de 2004, 114 atletas, do sexo masculino, atuantes na categoria adulta de 9 equipes, todas participantes da Divisão Especial ou Primeira Divisão do Campeonato Paulista de Voleibol. Dos 114 atletas inicialmente analisados, 21 relataram não ter sofrido nenhuma lesão nos tornozelos, portanto, seguindo os critérios de exclusão, foram analisados 93 episódios de última entorse de tornozelo de 93 atletas. Os mesmos foram entrevistados de maneira oral e individual pelo pesquisador executante, seguindo a seqüência do questionário pré-estabelecido. Foi encontrada diferença significante na correlação entre a fase da competição e a causa da entorse bem como na relação entre a posição de atuação do atleta e o fundamento realizado no momento da lesão. A posição oposto foi a mais acometida e o fundamento bloqueio foi o que mais ocasionou entorses.

The purpose of this research is to characterize the most recent ankle sprain episode occurred with volleyball high performance athletes. From January 2003 to March 2004, 114 male athletes from 9 adult category teams of the Special and First Division of São Paulo State Volleyball Championship were included on this study. From the 114 athletes assessed, 21 have reported no ankle sprains, therefore, by following the exclusion criteria, the last 93 episodes of ankle sprain from 93 athletes were assessed. They have been individually interviewed by the researcher, following a pre-established sequence of the questionnaire. A significant difference was found in the correlation between the competition phase and the ankle sprain cause, as well as for the correlation between the athlete's acting position and the movement made at the injury moment. The opposite position was the most affected and the blocking movement was the one showing the highest incidence of injuries.
Idioma (ISO) por
Editor Atha Comunicação & Editora
Este item é parte de Acta Ortopédica Brasileira
Direitos openAccess
Assunto Entorses e distensões - epidemiologia; Traumatismos em Atletas; Homens; Traumatismos do tornozelo - epidemiologia; Esportes; Tornozelo; Sprains and strains - epidemiology; Athletic injuries; Men; Ankle injuries - epidemiology; Sports; Ankle;
Título Estudo epidemiológico da entorse de tornozelo em atletas de voleibol de alto rendimento
Título alternativo Ankle sprains in volleyball high-performance athletes: an epidemiological study
Tipo article
Detentor dos direitos Copyright Atha Comunicação & Editora
DOI 10.1590/S1413-78522008000300003
URL de acesso http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522008000300003

http://www.scielo.br/pdf/aob/v16n3/a03v16n3.pdf
Tipo - categoria original article
Tipo - versão publishedVersion
Volume 16
Número 3
Página inicial 142
Última página 147
Origem SciELO
ID de origem http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522008000300003
País de publicação Brasil
 Find Full text

Arquivos neste Item

Este Item aparece no(s) seguinte(s) Tipo(s) de Produção(ões)

Apresentar o registro simples